segunda-feira, 18 de abril de 2011

Como nasce uma blogueira (o)?



Assim surge uma blogueira...

Outro dia estava pensando  e procurando respostas para alguns questionamentos, principalmente no que se refere a mídia virtual e, como surge a cada minuto novos blogs.


E  então, na minha cabecinha pensante veio a seguinte pergunta: - como nasce uma blogueira(o)?

É claro e óbvio que não poderei responder por todos -  até porque esta resposta não me cabe -  visto que, cada uma nasce por uma sequência de motivos, estimulo,inspiração... o certo é: elas simplesmente nascem.

Poderia falar absolutamente por mim -  criaturinha meio louca das idéias e muitas vezes insana, minhas loucuras nem sempre cabem no ciberespaço, mas tento expressar o que quero compartilhar em certos momentos, entretanto, falarei -  sem balelas - porque nasceu em mim uma blogueira.

Assim como se constitui uma empresa, aluga-se um ponto, nome fantasia e um seguimento a ser seguido, assim nasci. Acho que de tanto ler e ver o mundo virtual passei a sentir a necessidade de me expor, de me transcrever um pouco, não só a mim, mas as coisas que gosto, coisas que ampliam meus conhecimentos, aguçam meus mais íntimos desejos. 
Às vezes sentimos uma ínfima necessidade de sermos vistos, queremos ou não a aprovação.


Ali, naquela página, naquele HTML está não só a URL, mas é nossa impressão, nosso estilo, nosso jeito de ver e encarar, podemos ao olhar dizer exatamente como é o estilo de cada blogueira(o). Marca única, mesmo que existam  mil blogs falando  sobre as mesmas coisas, cada um vai ter seu próprio estilo, sua digital. 


E se ninguém conseguir copiar isso, já seria um troféu, até porque minha gente, não se copia estilo, inspira-se nele para criar um próprio. Ser exatamente igual ao vizinho é ser vazio demais,né não?

Lembro que quando mostrei a uma amiga meu blog ela falou assim: “você vai se misturar àquelas meninas cheias de frescuras, não acredito?”

- Eu simplesmente ri .Porque naquele momento só cabia o meu riso, nada mais.

Mas ouvi muita gente criticar, talvez muito mais por falta de conhecimento do que por qualquer outra coisa. Mas se ouve por aí que blogueira é fresca, fútil, que não tem nada pra fazer...  essas coisas que sinceramente não me agridem nenhum pouco. E quer saber: detesto  que me coloquem rótulos por simplesmente me comparar a um ou a outro.

Sou blogueira sim, e daí?


 - Meu estilo, meu modo, minha maneira de pensar, isso sou eu... seja eu blogueira, jornalista ou qualquer outra coisa que queira ser.

Ah  quem diga em muitas palavras, e com argumentos ditos ‘plausíveis´  que os blogs estão com os dias contados, que a blogosfera perdeu espaço para o twitter, facebook... Mesmo que o New York times tenha decretado ,recentemente, a morte dos blogs, prefiro ficar com as citações de Scott Rosenberg, autor do livro - “Say Everything”- que fala sobre o mundo da blogosfera, outro dia ele disse  que: “Antigamente, blogs eram considerados triviais, mundanos e cheios de posts comentando coisas como o que você tinha comido no almoço. Essas mensagens agora estão no Twitter – junto com outras coisas, é claro – enquanto blogs servem como uma esfera pública para expressar idéias e um local no qual pessoas exercem sua criatividade e auto-expressão”.

O bacana disso é poder compartilhar  e interagir geograficamente com várias pessoas  distantes ao mesmo tempo.

Então, ser blogueira é isso, é querer está sempre buscando novos conhecimentos, compartilhar experiências, trocar idéias, se entusiasmar com um post, ter um idéia super mega bacana, ter estilo, imprimir sua marca , ir a encontrinhos, renovar...

E quanto a rótulos...

Esqueçam! Somos mais do que isso.

Ser blogueira é um must, um luxo só!!! E as más línguas que se %$#*&*@*

- E outra coisa, tudo o que é bom é relativamente criticado!rs

Boa semana a todas as blogueiras dedicadas E FELIZES!!!




3 comentários:

  1. Adorei seu blog e já estou seguindo, visite o nosso e seja uma seguidora !!

    Beijos '

    (www.marizmoda.blogspot.com)
    @FabioMarizReal & @MarizModa

    ResponderExcluir
  2. Poxa amiga, falou e disse! E que coincidência foi essa heim???
    Acho que os textos se complementam!

    É verdade, dizem que somos fúteis e não temos nada o que fazer, mas como diz a sua última frase o que tudo o que é bom é relativamente criticado, falou e disse!

    Beijos

    @Nara_Borges
    www.segredosfashion.com

    ResponderExcluir
  3. NARA,ACHO QUE ESTÁVAMOS EM SINTONIA, ADOREI SEU TEXTO TB,KKKKK

    ResponderExcluir

Olá, deixem seus comentários e me façam mais felizes ainda com a presença de vocês!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...